Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 90.1

Ouça pelo celular



Rádio Uirapuru - Cidade

Publicada em: 29/11/2017 , por Jornalismo Rádio Uirapuru

A A A

Transporte coletivo: duas empresas de fora da cidade solicitam esclarecimentos sobre licitação

Rádio Uirapuru
Créditos: Rádio Uirapuru
Transporte coletivo: duas empresas de fora da cidade solicitam esclarecimentos sobre licitação

Encerra na quinta-feira (30) o prazo para que empresas apresentem propostas e participem do processo de licitação para o transporte coletivo urbano em Passo Fundo. A licitação, lançada no mês outubro, é considerada a maior já realizada pela prefeitura e foi planejada nos últimos quatro anos.

 

Atualmente o serviço é prestado pelas empresas Coleurb e Transpasso (concessionárias) e, ainda, pela empresa pública Codepas. O processo destaca-se por apresentar como critério para a escolha do vencedor o menor preço da tarifa, hoje em R$ 3,25.

 

Além disso, outros critérios técnicos devem ser obedecidos, como idade média da frota, tipo de veículo, bilhetagem eletrônica e passagem integrada, que serve para dois trechos em um determinado espaço de tempo.


Estão sendo licitadas 38 linhas de ônibus em um sistema de integração de trajetos e tabelas horárias entre as operadoras, com o objetivo de reduzir a sobreposição de linhas e diminuir o tempo de espera nos principais trajetos. Assim, estão no processo mais de 80 itinerários. A expectativa é de que o novo sistema de seja operado por duas empresas: a vencedora da licitação e a Codepas, que por ser uma empresa pública não precisa licitar.

 

Conforme edital, a licitação tem amplitude nacional, podendo participar qualquer empresa devidamente habilitada de todo o país. Também será permitida a participação de empresas consorciadas.

 

Até agora duas empresas se manifestaram oficialmente sobre a licitação, solicitando esclarecimentos ao município sobre itens do edital. A STADTBUS, de Santa Cruz do Sul/RS e a Viação Paranaíba LTDA, de Itumbiara/GO. Isso não significa que vão apresentar propostas, mas é demostrativo de que a concorrência está atraindo interessados e que poderemos ter uma disputa muito acirrada pela prestação do serviço no município.

 

A Viação Paranaíba é uma empresa de transporte urbano de passageiros, que tem como meta conduzir seus clientes com conforto, qualidade, rapidez e, acima de tudo, segurança. Fundada em 1982 na cidade de Itumbiara – Goiás –, conta com 100 funcionários e uma frota de 25 veículos, atendendo cerca de 120 mil passageiros ao mês.

 

A Stadtbus Transportes é uma empresa especializada no transporte de passageiros atendendo os diversos nichos do setor, como transporte coletivo urbano, intermunicipal e empresarial, fretamentos, viagens e turismo. Tem sua matriz em Santa Cruz do Sul/RS, mas atua com transporte urbano em diversas cidades no Rio Grande do Sul, Mato Grosso, São Paulo e Bahia, com uma frota de mais de 250 ônibus.

 

O prazo final para a apresentação de propostas é às 14h do dia 3011. A empresa vencedora terá o prazo de até 180 dias após a assinatura do contrato para iniciar a operação com todos os itens previstos no edital e nos projetos básicos. O edital está disponível no site da prefeitura www.pmpf.rs.gov.br.

 

Prefeitura afirma: ônibus com motores dianteiros serão aceitos na licitação do transporte coletivo urbano

 

A licitação para o novo modelo de transporte coletivo urbano de Passo Fundo tem como um dos pontos polêmicos a exigência de que os veículos das duas empresas vencedoras sejam padronizados e com motor traseiro.

 

Este tipo de sistema, segundo especialistas, não é usual no transporte coletivo urbano por apresentar aumento de consumo, custo de produção e peso na traseira, podendo enroscar o veículo facilmente em aclives quando carregado. Hoje a frota de Passo Fundo, de todas as empresas, possui ônibus praticamente exclusivos com motor na dianteira.

 

Para vencer na licitação, teoricamente, as duas atuais empresas da cidade, Coleurb e Transpasso, devem não só padronizar com sistema de câmeras de monitoramento, bilhetagem eletrônica e carroceria, mas também com este motor, o que exige a troca total da frota.Todas estas alterações, que exigem investimentos, devem comportar ainda o preço que não ultrapasse os R$3,25 atuais.

 

Em entrevista na Uirapuru, o Secretário Municipal de Transportes e Serviços Gerais, Cristian Thans, explicou que o edital foi elaborado pela empresa Matricial, contratada pela prefeitura, e que apontou mudanças necessárias para que as empresas possam operar, investindo na frota, sem prejuízos e sem aumentar a passagem.

 

Uma destas mudanças é a diminuição de quilômetros rodados pela linha, além da bilhetagem eletrônica, que diminui as fraudes e aumenta o controle.

 

Sobre o motor traseiro, o secretário informou que as duas empresas de fora da cidade que solicitaram as informações questionaram sobre este ponto, considerado decisivo para qualquer uma.

 

Thans explicou que a prefeitura entende que as empresas podem então apresentar modelos que tenham motor dianteiro e traseiro, alterando o polêmico ponto técnico do edital.

 

Falando ainda sobre o processo, o secretário explicou que a cidade é atrativa para o setor, tanto que empresas de fora estão demonstrando interesse. Conforme ele, quando o edital foi criado um dos critérios mais valorizados foi o serviço final oferecido para a população, que precisa ser modernizado. Reiterou que é a mudança mais significativa nos últimos 30 anos dentro do transporte local.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Ouça ao vivo

Comando da Madrugada

com Caroline Secchi

Terça-Feira

das 00:00 às 06:00

ouça ao vivo



Responda a verdade: você costuma falar da vida dos outros?

Copyright © 2017 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas