Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 102.5

Ouça pelo celular



Luciano Silveira

  • Segunda-Feira, 23/04/2018

    Chegou a hora!

    Depois de adiamentos, idas e vindas.... Finalmente chegou a hora da estreia do Gaúcho no campeonato da Terceira Divisão.

     

    No próximo sábado (28/04), na Arena, o Gaúcho recebe o São Borja e arranca na campanha que poderá levá-lo à Divisão de Acesso.

     

    Gelson Conte tem trabalhado forte nas últimas semanas. O professor Marco Aurélio puxou na parte física e o Periquito do Boqueirão se alinha para sua campanha em um ano especial.

     

    Completar 100 anos não é para qualquer um!!! Uma história cheia de momentos gloriosos e inesquecíveis vai ser rememorada neste ano especial...

     

    A torcida aguarda ansiosamente! O torcedor do Gaúcho jamais abandonou seu time e agora conta as horas para ver seu “Verdão” em campo mais uma vez.

     

    Sábado, 15h... Todos à Arena!

  • Segunda-Feira, 16/04/2018

    Complicou!

    Já não estava fácil, agora ficou pior... Mesmo com a estreia do novo comandante, o tricolor do Planalto sucumbiu dentro de casa e, diante do Esportivo de Bento Gonçalves, perdeu por 2x1.


    Na classificação, a diferença para o quarto colocado (União Frederiquense) foi para 5 pontos, para piorar o quadro.


    No jogo de ontem (15/04), o time do Vermelhão até saiu na frente com um belo gol de um dos estreantes, Gustavinho, mas não soube segurar o resultado e tomou a virada.


    Hélio Viera, que estreava na casamata, ainda utilizou como "caras 
    novas" Tchelé e Fernando Pinto e, mesmo assim, não adiantou!


    Agora o desafio será contra o líder Ypiranga de Erechim, a última chamada para o time do Vermelhão da Serra. Na quarta-feira é ganhar ou começar a pensar na Divisão de Acesso de 2019

  • Quarta-Feira, 11/04/2018

    Tudo ou nada com Hélio Vieira

    O Passo Fundo mudou, mudou naquilo que todos mudam... O técnico! Sabemos todos que as mudanças devem ser muito mais profundas, mas por enquanto, que essa mudança seja suficiente para colocar o time mais uma vez na briga por uma vaga nos “mata-matas” da Divisão de Acesso.

     

    Helio Vieira, já com um perfil bem diferente de Rodrigo Ferrari, chega “chegando” como se diz! Fala forte, tem imposição no vestiário, vibra muito à beira do gramado e é reconhecido por isso...

     

    O trabalho do ex-comandante era diferente. Ferrari era um estudioso, adepto de novos métodos e tendências e seu perfil baixo e discreto.

     

    Por certo que sua base será aproveitada e com pitadas do estilo Helio Vieira. Esperamos que o Passo Fundo finalmente decole!

     

    Sem comparações de competências e tamanhos, por favor.... Mas sim de perfis!!! O Grêmio teve o estudioso Roger Machado que plantou a ideia e depois, com as pitadas do “cancheiro” Renato, os frutos apareceram!!!! Quem sabe....

     

    Domingo contra o Esportivo no Vermelhão é hora de apoiar.

  • Segunda-Feira, 09/04/2018

    Grêmio campeão e o "fico" de Renato

    Possivelmente o Grêmio nunca tenha alcançado o patamar em que chegou nesse momento, nem mesmo em tempos igualmente gloriosos como 1983 e a década de 90.

    Não estou falando só do dentro de campo, ou então da organização do clube.... Não em separado! O momento do Grêmio é pleno, o clube vai bem em todas áreas aí está a plenitude alcançada.

    Forma jogadores nas suas categorias de base, projeta e vende bem. Transforma jogadores com pouco mercado em atletas valorizados, tem um modelo de jogo único no país e agora reafirma o compromisso com um técnico vencedor e absolutamente identificado.

    Sem contar que a política interna no clube está ajustada e isso se dá por conta a gigantesca habilidade do presidente Romildo Bolzan Jr.

    Depois de mais uma conquista (Gauchão, que não era vencido desde 2010), o desafio é organizar a transição, esse grupo vencedor deve se movimentar, é natural.

    Tanto nos gabinetes, como no gramado, o tricolor tem a missão de dar sequência a essa fase espetacular.

  • Terça-Feira, 03/04/2018

    Por um segundo melhor

    Não foi a campanha projetada até aqui! O Passo Fundo podia, queria e deveria estar melhor.

     

    Ao fechar o 1° turno no quinto lugar, com 9 pontos, a turma do Vermelhão da Serra ficou devendo.

     

    Na projeção de quem trabalha e trabalha forte na São Cristóvão a meta era chegar nesse estágio com 11 pontos pelo menos.

     

    O empate da última segunda-feira (02/04) contra o Glória frustrou em todos os aspectos.

     

    O comandante Rodrigo Ferrari, um estudioso da matéria, tem proposto novas ideias, novos conceitos e por enquanto fica a expectativa de um melhor rendimento.

     

    Nas arquibancadas também há dívida de um torcedor que tem de estar junto com o clube da sua cidade.

     

    No próximo final de semana o Passo Fundo viaja para Vacaria e lá vai encontrar toda a dificuldade de uma Divisão de Acesso, mas é hora de trocar chumbo. A pressão e obrigação de propor o jogo será dos donos da casa e aí o tricolor do Planalto pode tirar vantagem.

     

    Ficaremos na torcida!!!

Pesquisar artigos anteriores

Você acredita que lei mais rigorosa para motorista bêbado que matar no trânsito vai reduzir a violência?

Copyright © 2018 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas