Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 102.5

Ouça pelo celular



Rádio Uirapuru - Polícia

Publicada em: 20/03/2018 , por Jornalismo Rádio Uirapuru

A A A

Operação da Polícia Federal investiga irregularidades cometidas por membro da Direção do HSVP

Os valores ultrapassam R$ 400 mil em menos de um ano

Rádio Uirapuru
Créditos: Lucas Cidade - Rádio Uirapuru
Operação da Polícia Federal investiga irregularidades cometidas por membro da Direção do HSVP

No início da manhã desta terça-feira (20), o Hospital São Vicente de Paulo foi alvo de mais uma ação desencadeada pela Polícia Federal de Passo Fundo. Trata-se da Operação Efeito Colateral que tem o objetivo de apurar a legalidade de repasses dos recursos do hospital para uma empresa de fachada localizada em Florianópolis/SC.

 

As investigações iniciaram em agosto de 2017 e apontam que o titular da empresa seria um laranja, vinculado a direção do Hospital.

 

Em entrevista para a Rádio Uirapuru, o Delegado Chefe da Polícia Federal, Mauro Vinícius Soares de Moraes, salientou que as investigações não se referem a instituição hospitalar e sim apenas a irregularidades cometidas por um servidor que ocupa cargo na direção. Também destacou que as diligências iniciaram a partir de graves denúncias que envolvem verbas específicas do SUS.

 

O Delegado Mauro relatou que foram cinquenta policiais que cumpriram oito mandados de busca e apreensão em Passo Fundo, Porto Alegre e Florianópolis.

 

A operação foi coordenada pelo Delegado Federal Guilherme Siqueira, que na Uirapuru afirmou ser uma ação em estágio inicial e futuras fases deverão ocorrer.

 

Os agentes federais constataram que o Hospital São Vicente de Paulo e empresas que fornecem materiais hospitalares estavam realizando depósitos de valores do SUS para uma terceira empresa, sendo esta de fachada. A empresa tem sede em Florianópolis, porém não possui cadastro e o telefone está no nome de pessoa que não tem ligação com o ramo hospitalar.

 

Os policiais buscam apurar a natureza e o objetivo desses repasses, que ultrapassam R$ 400 mil em menos de um ano.

 

Os Delegados afirmaram que titular da empresa de fachada é familiar de um Diretor do Hospital, sendo este responsável pelo Departamento Financeiro.

 

As investigações continuam e possuem outros alvos, como empresários e pessoas que não possuem vinculo com a instituição hospitalar.

Imagens Relacionadas

Clique nas imagens para ampliá-las.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Ouça ao vivo

Comando da Madrugada

com Caroline Secchi

Sexta-Feira

das 00:00 às 06:00

ouça ao vivo



Você concorda que o trabalho infantil deva entrar no cálculo da aposentadoria?

Copyright © 2018 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas