Ouça agora

Rádio AM 1170 Rádio FM 102.5

Ouça pelo celular



Rádio Uirapuru - Polícia

Publicada em: 20/04/2018 , por Jornalismo Rádio Uirapuru

A A A

MPF e Justiça Federal engajados na apuração de fraudes no HSVP de Passo Fundo: bloqueio de bens dos envolvidos já foi solicitado

Rádio Uirapuru
Créditos: Rádio Uirapuru
MPF e Justiça Federal engajados na apuração de fraudes no HSVP de Passo Fundo: bloqueio de bens dos envolvidos já foi solicitado

O Departamento de Investigações da Polícia Federal de Passo Fundo está a todo vapor. São várias as diligências que estão sendo realizadas com o objetivo de desmantelar uma quadrilha responsável pelo desvio de verbas do Serviço Único de Saúde – SUS. Os inquéritos policiais investigam enriquecimento ilícito, compra de materiais usados em próteses e órteses, procedimentos cirúrgicos desnecessários e tantos outros crimes.

 

Um dos alvos da Polícia Federal é o Doutor Alberto Kaemmerer, que havia sido contrato com  função  de reestruturar os mais variados setores de atividade em cada área médica dentro do São Vicente. Com o passar do tempo, os seus desmandos gerou revolta em parte da classe médica que atua nessa casa de saúde.

 

Umas das investigações já resultou na Operação Efeito Colateral, que busca descobrir as legalidades sobre os repasses de recursos do Hospital para uma empresa de fachada (ramo de consultoria).

 

Segundo fontes da Uirapuru, o esquema investigado por essa operação funciona da seguinte forma: aparece um produto novo no mercado e o médico solicita para o Hospital a aquisição. Com isso, o HSVP busca um representante das indústrias e este comparece com toda a documentação que é apresentada primeiramente no Departamento Jurídico e depois ao Departamento Administrativo. Dando o sinal positivo para a compra, toda documentação volta para análise final dos advogados. Porém, o Dr Kaemmerer decidiu assumir toda essa responsabilidade, excluindo a necessidade de passar pelos departamentos do HSVP.

 

Ele próprio encaminhava para uma empresa de consultoria, que pertence a sua ex-esposa Candida Maria Conceição Carvalho Neves. Essa empresa efetua os procedimentos para a compra dos produtos através do filho do casal João Paulo Neves Kaemmerer que trabalha na empresa Meditronic, uma das principais fornecedoras de produtos médicos hospitalares para o HSVP.

 

Também é investigada a atitude de Alberto Kaemmerer impedir que qualquer médico ou enfermeiro comunique a ANVISA sobre possíveis defeitos dos produtos utilizados em procedimentos cirúrgicos. E essa comunicação da ANVISA é obrigatória por lei.

 

Além desta frente de investigação via Polícia Federal, também o Ministério Público Federal, através da Procuradoria da República, tem um processo Cível aberto desde 2009 por improbidade administrativa (danos ao erário público e enriquecimento ilícito).

 

A Justiça Federal já acolheu o pedido do MPF e solicitou o bloqueio total de bens dos seguintes médicos: Norberto Toazza Duda, Rogério Tadeu Tumelero, Gilberto Heineck, Marcelo Fialho Roman, Márcio Lautert Balbinotti, Álvaro Luis Machado Soares, Luciano Panata e Rudah Jorge. A denúncia se refere ao mau uso de recursos do SUS na área da Hemodinâmica do HSVP, mais especificamente na colocação de Stents.

 

Médicos se unem para iniciar limpeza moral no HSVP

 

Devido a grave crise institucional que o Hospital São Vicente de Paulo está enfrentando, noventa e cinco médicos do Corpo Clínico buscam caminhos para colaborar na solução dos problemas. Em carta emitida para o Presidente da Associação Hospitalar, Décio Ramos de Lima, eles manifestam apoio ao centenário HSVP, desde que dentro dos princípios técnicos, éticos e legais vigentes.

 

O grupo exige imediato afastamento de dentro da instituição pessoas e empresas em investigação, sendo que esses constituem ameaça aos profissionais e à serenidade necessária para o atendimento de pacientes. Eles também destacam que buscam o caminho do diálogo para tentar evitar a derrocada do HSVP.

 

Polícia Federal

 

A Polícia Federal não está passando informações acerca das investigações.

 

Hospital São Vicente de Paulo

 

A direção do HSVP emitiu um pronunciamento referente a divulgação de fatos envolvendo a instituição hospitalar. De acordo com a nota, a direção conduz todas as suas atitudes dentro dos mais rigorosos critérios legais. Também informou que estão colaborando com a Polícia Federal e tomando todas as medidas cabíveis referente aos fatos investigados. Destacam e asseguram que os serviços médicos hospitalares prestados pela instituição são  totalmente seguros.

Imagens Relacionadas

Clique nas imagens para ampliá-las.

Comentários

A Rádio Uirapuru não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Ouça ao vivo

De tudo um pouco

com Valdir Mello e João Victor

Quinta-Feira

das 20:15 às 23:00

ouça ao vivo

Você acha que a Assembleia Legislativa deve autorizar o governo a ouvir a população sobre a venda de estatais?

Copyright © 2018 Grupo Uirapuru . Todos os direitos reservados. Parceria Sistemas